Contruindo um Altar de Adoração a Deus

E chegaram ao lugar que Deus lhe dissera, e edificou Abraão ali um altar e pôs em ordem a lenha, e amarrou a Isaque seu filho, e deitou-o sobre o altar em cima da lenha.(Gênesis 22:9)

Hoje, muito se tem dito sobre adoração, sua definição, como podemos adorar e várias coisas a esse respeito, porém o que muitos pessoas não percebem é que não basta simplesmente adorar a Deus de qualquer forma ou jeito, mas levantar um altar de adoração a Deus com nossa vida.

O primeiro altar nas Escrituras As Escrituras nos relata que o primeiro altar foi levantando por Abel, filho de Adão, que sendo justo diante de Deus sofreu a pena de ter agradado a Deus com sua oferta, como está escrito:
Pela fé Abel ofereceu a Deus maior sacrifício do que Caim, pelo qual alcançou testemunho de que era justo, dando Deus testemunho dos seus dons, e por ela, depois de morto, ainda fala.(Hebreus 11:4)

A questão entre a oferta de Abel e de Caim não está no “quanto se ofertou”, mas “como ofertou”. Podemos entender que não é quantidade daquilo que damos que agrada a Deus, mas como ofertamos, ou seja, qual nossa “motivação” em dar ao Senhor. A oferta de Abel era justa, ou seja, vinha de uma motivação certa. A palavra de Deus diz que o Senhor “sonda nosso coração” e sabe o que acontece em nossa vida “desde o assentar até o levantar” (Salmos 139). Não adianta subir ao monte para adorar, se a adoração não vem de uma pessoa com as mãos limpas e corações puros (Sl 24:4).

Sabendo disso, podemos também citar Noé , homem justo e íntegro que ao sair da arca em virtude do dilúvio também levantou um altar a Deus , sendo este sacrifício agradável a Deus, pois diz a Bíblia que neste sacrifício o Senhor sentiu “o suave cheiro”(Gn 8:21).

Como diz as Escrituras:

Edificou Noé um altar ao Senhor; e tomou de todo o animal limpo e de toda a ave limpa, e ofereceu holocausto sobre o altar. E o Senhor sentiu o suave cheiro, e o Senhor disse em seu coração… (Gênesis 8:20-21)

Muitas pessoas entendem hoje , que adoração é algo relacionado a música ou a um estilo musical quando na verdade a adoração não é um estilo de música , mas de vida. Sendo assim, a adoração não pode ser feita de qualquer jeito ou forma ,mas devemos entender que além de adorar é necessário que venhamos a construir um altar de adoração a Deus.

Construir um altar de adoração vai além de “esporadicamente” adorar a Deus.

É por isso que nesse estudo enfatizaremos um altar de adoração em especial.

As Sagradas Escrituras nos conta no livro de Gênesis um relato de um homem cuja adoração se tornou referencial para todos aqueles que desejam viver pela fé em Deus Seu nome é Abrão ou Abraão, um homem obediente a Deus que através de sua fé construiu em pleno Moriá um altar de adoração que se tornou referencial de um verdadeiro sacrifício.

Assim diz as Sagradas Escrituras:

Ali o Deus Eterno apareceu a Abrão e disse: – Eu vou dar esta terra aos seus descendentes. Naquele lugar Abrão construiu um altar ao Deus Eterno, pois ali o Eterno havia aparecido a ele” (Gênesis 12.7)

Mas antes de levantar um altar de adoração foi preciso que Abraão fosse testado em muitas coisas na sua vida. Entre algumas coisas que Abraão foi testado podemos citar:

1) Sua Fé: O Senhor provou a fé de Abraão quando pediu que ele levantasse um altar. E assim como o fogo em alta temperatura queima o ouro para que seja purificado, da mesma forma, o Senhor nos prova pelo fogo das altas provações para que sejamos santificados e prontos para “oferecer” nossa vida como sacrifício vivo, santo e agradável a Deus (Rm 12:2).

Como certeza daquilo que se espera e convicção de fatos que não se vêem Abraão foi testado em sua Fé (Hb 12:1).

É necessário que todo que todo aquele professa “crer em Deus” seja provado em sua fé pelo fogo para que seja aperfeiçoado (Tg 1:2-4)

Amados, tudo vem para um fim proveitoso e com Abraão isso não foi diferente. Muitas pessoas escapam da prova como o diabo foge da cruz. Não entendem que a nossa fé dever ser provada como ouro. Antes que ouro seja vendido, ele é “purificado”. O ouro passa por altas temperatura para que possa ser purificado por completo.

Diz as Escrituras:

Para que a prova da vossa fé, muito mais preciosa do que o ouro que perece e é provado pelo fogo, se ache em louvor, e honra, e glória, na revelação de Jesus Cristo; (1 Pedro 1:7)

As Escrituras dizem que o Senhor “provou” ou “tentou” Abraão. (Gn 22:1). Na verdade foi a fé e o caráter de Abraão que foi provado naquele altar.

Sabe, o fogo de Deus só vem quando “verdadeiramente” Ele recebe a oferta.

A prova que o Senhor se agrada de nossa fé e da nossa vida é a manifestação do Seu fogo santo no nosso sacrifício. O profeta Elias erigiu um altar no monte Carmelo propôs um desafio e profeticamente declarou:

O Deus que responder por meio do fogo, esse é Deus” ? (1 Rs 18:10).
Vemos que o Senhor provou a fé de Elias quando estava no Carmelo com os profetas de Baal. O Senhor prova nossa fé , mesmo quando estamos diante de nossos inimigos. Foi assim com Elias, com Daniel e Moisés. E porque não citar Jó que foi provado com sua própria vida a fé tinha em seu Deus. Como diz as Escrituras:

O Senhor prova o justo; porém ao ímpio e ao que ama a violência odeia a sua alma.(Salmos 11:5)

2) Provou sua obediência: “Porque obedecer é melhor que sacrificar …”(1 Sm 15:9) Quando o Senhor pede a Abraão que fosse ao monte Moriá oferecer o sacrifício, Ele disse claramente: Toma agora o teu filho, o teu único filho, Isaque, a quem amas, e vai-te à terra de Moriá, e oferece-o ali em holocausto sobre uma das montanhas, que eu te direi. (Gênesis 22:2). Muitas pessoas querem viver com Deus na desobediência. Esquecem que para viver uma vida de dependência integral a Deus é necessário passar pelo processo da obediência.

3)Prova sua dependência – Quando Deus pede a Abraão sair da terra dos seus pais e ir para uma terra que Ele mostraria,o Senhor estava provando a dependência de Abraão a Ele (Gn 12:1; At 7:3). Existem muitas pessoas que querem andar com Deus, mas poucos são aqueles que desejam seguir a Deus segundo Sua Vontade. Muitos querem viver com Deus, mas esquecem que o caminho de Deus exige abnegação, ou seja, renúncia as suas vontades e dependência de Deus.

4) Provou seu amor a Deus – Quando o Senhor pede a Abraão ir ao Moriá , Ele diz:

Toma agora o teu filho, o teu único filho, Isaque, a quem amas, e vai-te à terra de Moriá, e oferece-o ali em holocausto sobre uma das montanhas, que eu te direi” (Gênesis 22:2).

Se analisarmos bem o versículo acima, veremos que o Senhor pede para Abraão ir a terra de Moriá levar Isaque,porém ressalta: “Leva Isaque a quem amas”.

Verdadeiramente, o Senhor estava provando o amor de Abraão a Ele através de uma atitude. Existe uma frase que costumo dizer que é: “Amor de fato, requer um ato”.
O amor não é algo que venha a ser dito,somente, mas a ser demonstrado.
Se lembrarmos bem, Abraão era o filho da promessa e “sacrificar Isaque” era abrir
mão da promessa e do sonho que Deus realizara em sua vida. Escrevi um estudo já faz algum tempo que falava sobre isso, cujo nome era “Abrindo mão da promessa para ser amigo de Deus”. Neste texto, mostro o quanto é importante que tenhamos atitude diante
de Deus.

Da mesma forma que Abraão iria abrir mão da promessa por amor ao Senhor, o Senhor demonstrou a sua fidelidade pelo temor a atitude de Abraão.

Diz a palavra de Deus que também Deus amou o mundo de tal maneira que “deu”,ou seja, sacrificou Seu único filho para que todo que Nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. (Jo 3:16).

Deus também construiu o seu próprio altar quando no monte Calvário, levantou seu próprio filho para morrer em favor de muitos, sendo Jesus a propiciação da transgressão
de todos os que pecaram(1 Jo 2:2).

Portanto, construir um altar de adoração é algo que envolve renúncia, abnegação e sacrifício. É algo que prova nossa vida, nossa fé, nossa obediência, dependência.
Mas acima de tudo algo que prova nosso “amor a Deus” e aquilo que “realmente está
em nosso coração.

Deixe um comentário